Arxiu de la categoria: VilaWeb

Espanha criminaliza presidente da Catalunha como estratégia para descarrilar processo de independência

Ao invés de dialogar, o governo da Espanha tomou uma decisão que deve deteriorar ainda mais a relação com a Catalunha, que pleiteia o direito de decidir sobre a independência de forma legal. Ontem, o Fiscal Geral do Estado apresentou uma denúncia ao Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC) contra o presidente desta Comunidade Autônoma, Artur Mas. Também são alvo da denúncia a vice-presidente catalã, Joana Ortega, e a conselheira de educação Irene Rigau.

Os três estão sendo imputados pela organização da votação simbólica sobre a soberania da Catalunha ocorrida no último dia 9 de novembro (9-N), quando 2,3 milhões de catalães votaram, em escolas públicas, e 1,8 milhão manifestaram a vontade de ter um estado independente.

Mas, Ortega e Rigau estão sendo acusados de desobediência grave, prevaricação, malversação de fundos públicos e usurpação de funções. Isso porque a consulta havia sido suspendida cautelarmente dias antes pelo Tribunal Constitucional a pedido do presidente da Espanha, Mariano Rajoy. Para cada um dos crimes citados, há punições que vão de multas, inabilitação para o exercício de cargos públicos a prisão de até 6 anos.

No entanto, os fiscais da Catalunha não viam inicialmente indícios claros de crime, nem a pertinência da utilização da persecução penal para tratar desse assunto político. Algumas questões técnicas enfraquezem a denúnica. Como que uma suspensão cautelar do TC não significa que uma lei seja ainda declaradamente ilegal. Nem que uma providência desse tribunal político possa ser considerada jurídicamente uma ordem, para pode configurar-se logo a desobediência. Continua llegint

Dois milhões de Catalães desafiam a Espanha e votam por um Estado próprio

FOTOS BCN2

Os catalães protagonizaram no domingo, 9 de novembro (9N), uma grande rebelião, em ambiente cívico e festivo, diante do Governo da Espanha. Mais de 2,3 milhões de pessoas ignoraram a proibição do Tribunal Constitucional contra o referendo simbólico sobre a independência da Catalunha e depositaram nas urnas espalhadas por todas as cidades da região votos, manifestando para o mundo que têm o direito a decidir sobre o seu futuro. O que chamou mais atenção é que não houve conflito nas ruas, nem atuação policial para reprimir a organização do evento.

Pelos cálculos iniciais dos organizadores do 9N, o Sim-Sim, que significa o desejo de ter um estado próprio e que seja independente da Espanha venceu com 80,8%, o que representa 1,86 milhão de votos. Outros 10,1%  (232 mil votos) manifestaram-se pelo Sim-Não: a favor que a Catalunha se constitua como um estado próprio, mas sem sair da Espanha. Enquanto 4,5% (104 mil votos) externaram o Não categórico. Ou seja, sua oposição a alterar o status quo atual de Catalunha como Comunidade Autônoma dentro da Espanha. Os 4,6% restantes votaram em branco ou nulo. Continua llegint

Campanha espalha urnas dentro de gaiolas em repúdio à suspensão da lei de consultas nha

gaiola2

Tradução de matéria publicada em Vilaweb, em 30/09/2014, mais informações da ANC Brasil

Um dia após a suspensão pelo Tribunal Constitucional da Espanha da lei e do decreto de convocação para o referendo de 9 de novembro, que prevê a votação sobre a independência da Catalunha, um grupo de cidadãos criou a campanha #Mutsialagàbia, para chamar a atenção acerca da negativa do governo da Espanha. Urnas foram colocadas dentro de gaiolas e espalhadas em locais simbólicos das cidades da Catalunha. 

A campanha pede que os cidadãos repitam o gesto e pendurem gaiolas com votos ou urnas dentro, tirem fotos e divulguem na internet através das redes sociais, especialmente via Twitter. Em um comunicado (pdf), o grupo explica que “proibir a consulta é seqüestrar e aprisionar as liberdades fundamentais dos cidadãos”. E diz que a medida é injustificável. Continua llegint

Setembro: um mês decisivo para o futuro da Catalunha

Diario da Liberdade

Publicado originalmente em 01/09/14

Países Catalães – Vilaweb – [Tradução Diário Liberdade] Este outono apresenta acontecimentos fundamentais na história da nação catalã. Aqui estão as datas mais importantes do mês de Setembro, caminho da consulta do 9 de Novembro sobre a independência.

Continua llegint

+VILAWEB: 10 anos de blogs em língua catalã

A existência de meios de comunicação em catalão, tanto convencionais como na internet, é fundamental para a sobrevivência e projeção dessa língua no mundo moderno, permitindo-lhe resistir mais confortavelmente às pressões da globalização.

Uma das ferramentas que mais vêm ajudado neste processo são as redes sociais, que podem ser usadas por qualquer cidadão como meio de expressão e de comunicação. E espaços como os blogs propostos por Vilaweb, que neste ano celebram 10 anos de existência.

Vilaweb é um jornal 100% eletrônico, o primeiro na Catalunha e em catalão, que funciona de forma peculiar, pois tem todos seus conteúdos inteiramente disponíveis para os internautas. Para tanto, o jornal inverteu a lógica mercantilista e, em vez de restrições à leitura para os não-assinantes, passou a ofertar serviços extras para os assinantes. Dentre eles, o mais destacado é a abertura de até dois blogs no espaço +Vilaweb.

BARÇA PEDE ASILO À LIGA FRANCESA DE FUTEBOL ANTEVENDO INDEPENDÊNCIA DA CATALUNHA

O Barça já estaria arrumando um Plano B caso tenha que abandonar o campeonato espanhol de futebol por conta da independência da Catalunha. É que, de acordo com uma reportagem publicada ontem pela Revista espanhola Interviú (com acesso parcialmente restrito desde a internet), diretores do clube catalão teriam mantido contatos discretos com a Liga Francesa de Futebol para sondar sobre a sua possível inscrição, caso seja necessário. O aviso teria sido dado pelos serviços de inteligência franceses.

Segundo matéria do jornal eletrônico catalão VilaWeb, esta informação confirma os rumores que circulavam por Barcelona nos últimos meses. Apesar de o anterior presidente do F.C.Barcelona, Sandro Rosell, ter se mostrado contrário a esta possibilidade e dito que preferiria continuar jogando na liga espanhola, mesmo depois de uma eventual independência.

Do campeonato francês também participa o Clube Mônaco, time oriundo do pequeno Estado de Mônaco, vizinho da poderosa França. Logo, nessa lógica, haveria um precedente favorável às intenções do Barça.

DESMOND TUTU DEFENDE O DIREITO A DECIDIR DA CATALUNHA

Baseado na matéria do Vilaweb, de 09/05/14.

Uma das estrelas da queda do apartheid na África do Sul, o arcebispo emérito de Cidade do Cabo, Desmond Tutu, falou esta semana, através da TV3 (canal público catalão), sobre o direito a decidir dos catalães a respeito da independência. “Espero que vocês sejam adultos o suficiente para ver que têm que sentar e ouvir ums aos outros. Não é bom forçar as pessoas a uma união que elas não querem. Quando isso acontece, a sensação é de ter um jugo no pescoço. Isto é o que vemos”.

A declaração foi feita a seis meses do 9 de novembro, data prevista pelo governo da Catalunha para a realização do referendo sobre a independência. Em sua fala, o Prêmio Nobel da Paz enfatizou mais de uma vez a necessidade de ouvir as reivindicações dos catalães. “Se as pessoas sentem que querem sair de um país, então precisamos ouví-las e não forçá-los a um relacionamento”, afirmou.

Continua llegint

RAJOY LEVA PUXÃO DE ORELHAS DO FINANCIAL TIMES, QUE PEDE NEGOCIAÇÃO COM A CATALUNHA

Baseado em informações de Vilaweb, publicadas em 6 de maio de 2014

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, levou um puxão de orelhas, nesta segunda-feira (5 de maio), na edição do jornal Financial Times, pela forma como vem tratando o caso da Catalunha. A comunidade autônoma se prepara para votar em novembro um referendo sobre a independência, com ou sem a anuência do governo espanhol. Esta não é a primeira vez que o jornal britânico trata sobre o assunto, instando Rajoy a abrir negociação.

Em um duro editorial (link, de pago) intitulado  “É hora de controlar a crise catalã”, o ??jornal econômico pediu que o governo espanhol negocie com o governo da Catalunha uma solução para a crise política no país. O texto responsabiliza Rajoy pela situação atual e lhe aconselha a firmar um acordo para evitar a independência.

O jornal diz que a maneira de evitar um conflito maior é uma “terceira via entre a secessão e o status quo”, que para Madri deveria significar “uma maior autonomia para a Catalunha, na forma de uma nova Constituição”. Entre as mudanças que o jornal acredita indiscutível estaria acabar com o déficit fiscal catalão. O déficit fiscal acontece quando
a diferença entre o que se arrecada num território e o que se investe nele é negativa.

GOVERNO DA CATALUNHA CRIA NOVO SITE PARA EXPLICAR O REFERENDO AO MUNDO

Baseada na matériapublicada em VilaWeb, em 21/04/14:

CataloniaVotes.eu, en anglès, francès i alemany i amb comptador cap a la consulta


O Conselho de Diplomacia da Catalunha (
DIPLOCAT), órgão ligado ao governo desta comunidade autônoma da Espanha, acabou de lançar uma página web na internet, em inglês, francês e alemão, que visa a explicar ao mundo o processo em curso na Catalunha para organizar un referendo, em 2014, sobre o seu futuro político.

O lançamento ocorreu na última segunda-feira, 21 de abril, a exatos 200 dias da data prevista para a realização do referendo (9 de novembro) e a dois da realização da festa de Sant Jordi (São Jorge), que é o padroeiro da Catalunha, amplamente comemorada em todo o país.

O novo site, denominado cataloniavotes.eu, incorpora um contador dos dias, horas e segundos que faltam até as 9 horas da manhã do dia 9 de novembro, quando deverá acontecer a polêmica votação.

Continua llegint

Grafite sobre a votação de 9 de novembro faz sucesso nas redes sociais

Baseada em matéria publicada em VilaWebEl grafit del 9-N es dispara a la xarxa
O desejo de votar em 9 de novembro de 2014, data prevista para o referendo sobre a independência da Catalunha, tem gerado manifestações prá lá de criativas. A mais recente, de autoria do ilustrador Jordi Calvís, estampada em grafite em paredes das ruas de Barcelona, está fazendo sucesso nas redes sociais. O desenho segue o estilo Bansky, pseudônimo de um grafiteiro, pintor, ativista político e diretor de cinema inglês que em sua arte de rua satírica e subversiva combina humor negro e grafite e cujos trabalhos de comentários sociais e políticos podem ser encontrados em ruas, muros e pontes de cidades por todo o mundo.

Junqueras: “O futuro não o decidirão uns senhores muito ricos, senão todos os cidadãos”

Vilaweb

Publicado originalmente em catalão em 29/01/2014

 

O presidente de ERC diz à TV3 que ‘se não for permitido utilizar os marcos legais espanhóis, utilizaremos outros alternativos’

 

O presidente de ERC, Oriol Junqueras, foi entrevistado como liderança da oposição do Parlamento da Catalunha na televisão pública catalã TV3. Junqueras reconheceu que ‘é uma evidência que a situação atual deste país é insustentável’. E acrescentou que ‘a melhor maneira de resolver esta situação é dotar-se das melhores ferramentas possíveis’. E que ‘a melhor maneira de fazê-lo é colocar nas mãos da gente da Catalunha o futuro do país’. Perguntado sobre o famoso almoço de sábado entre políticos e empresários no restaurante la Fonteta, Junqueras comentou que ‘o futuro do país não pode ser decidido por um político,nem por um senhor que tem muito dinheiro, nem por um senhor que representa outro senhor que ainda tem mais dinheiro’. E acrescentou: ‘A decisão tem que ser tomada por todos e cada um dos cidadãos.Entre todos iremos decidir votando.’

Continua llegint